Página Inicial | Património | Castelos | Castelo de Penas Roias
PATRIMÓNIO
Ver mais Castelos
Castelo de Penas Roias
  1. Contactos e Coordenadas GPS
  2. Mapa de Localização
  3. Defina o itinerário
  4. Outros monumentos

Penas Roias, Mogadouro

A esta primeira fase, que podemos chamar leonesa, estarão associados os torreões de forma circular ainda visíveis nas muralhas. As características destas estruturas defensivas, próprias de uma forma muito específica de construção, encontram-se presentes em outros castelos leoneses do século XII, em especial nos castelos vizinhos de Riba Côa.

Já em posse dos Templários, no fim do reinado de D. Afonso Henriques, o castelo sofreu significativas alterações, entre as quais se destaca a construção de uma torre de menagem de secção quadrada. Como sucede com outros castelos da Ordem, esta fase construtiva foi comemorada com uma epígrafe que, ainda conservada embora em mau estado, permite balizar a data de construção entre 1172 e 1182.
Em 1197, os castelos de Penas Róias e Mogadouro foram objecto de troca, tendo o Rei D. Sancho II outorgado aos Templários a cidade de Idanha-a-Velha. Dois anos depois, o mesmo monarca receberia da Ordem as igrejas de Mogadouro e de Penas Róias em troca da herdade de Azafa.

Com a construção desta torre, fica definida a estrutura definitiva do castelo durante a época baixo-medieval. Desde a vila, por um estreito caminho, ainda conservado entre os penedos sobre os que assentava a muralha, acedia-se a um recinto murado defendido por torreões. No centro deste recinto, encontrava-se uma torre quadrangular de 3 pisos, implantada sobre o afloramento granítico, à qual se acedia, através de uma escada móvel, por uma porta elevada,...
[Continua...]

[Continuação...]

...localizada a três metros de altura relativamente ao pátio de armas. Finalmente, um recinto murado de maiores dimensões correspondia a uma zona de habitação, actividades artesanais e currais de gado.

Durante o século XIII, o castelo esteve na posse do Rei de Portugal. Em 1319, após a extinção da Ordem do Templo, o castelo de Penas Róias seria cedido à sua sucessora em Portugal: a Ordem de Cristo. É, muito provavelmente, nesse momento que se enceta uma nova reforma das estruturas defensivas que estará na origem das ainda conservadas nos inícios do século XVI e desenhadas por Duarte d’Armas.

Em 1457, Penas Róias passaria para as mãos de Álvaro Pires de Távora. Em inícios do século XVI, o castelo ainda mantinha a sua importância militar, como se pode observar no desenho de Duarte d’Armas. No ano de 1758, o castelo encontrava-se já arruinado e a povoação tinha-se transferido para o sopé do afloramento, onde ainda hoje se situa.
Durante o século XX, foi efectuada pela Direcção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais uma intervenção de conservação no final da década de 70.

Já em 2007/200, no âmbito de uma candidatura apresentada pelo Instituto Português do Património Arquitectónico ao programa comunitário Interreg IIIA, foi desenvolvido um projecto de valorização que incluiu intervenções de conservação e restauro da torre de menagem e dos restos das muralhas do castelo.

Lat.: N41.392228
Long.: W6.654158

 
Para calcular o trajecto a partir da sua localização actual, insira um Ponto de Partida (Uma cidade ou nome de uma rua) no seguinte formulário, e escolha a opção 'Mostrar Trajecto'.
Será apresentada uma proposta de trajecto tendo como Ponto de Partida a localização que inseriu até Castelo de Penas Roias  (Lat.: N41.392228 | Long.: W6.654158).
Nota: Os tempos de deslocação apresentados servem apenas de referência, e partindo do pressuposto que utiliza um veículo automóvel, e que são cumpridas as velocidades máximas impostas por lei.
Castelos - Outros monumentos disponíveis
Numão, Vila Nova de Foz Côa
Castelo de Numão
Algoso, Vimioso
Castelo de Algoso
O Castelo de Algoso domina uma vasta extensão do Planalto Mirandês, destacando-se, de forma inconfundível, pela silhueta da sua singular torre de menagem. Desde meados do século XII,... [+]
Mogadouro
Castelo de Mogadouro
A doação aos Templários terá tido como objectivo a consolidação da, então recentemente estabelecida, fronteira com o reino de Leão. A Ordem deverá ter sido... [+]
Castelo Melhor Vila Nova de Foz Côa
Castelo Melhor
A fundação de Castelo Melhor e consequente edificação da cerca muralhada terão ocorrido no final do século XII, por iniciativa da coroa leonesa, sendo Castelo Melhor, a par de... [+]
Novidades
Site com novas funcionalidades
O site do projecto 'Património no Território' sofreu profundas modificações e tem novas funcionalidades. Ven...
Actividades
Rota dos castelos por terras mirandesas
Neste roteiro é sugerido um passeio que liga 4 castelos do planalto mirandês no qual o visitante pode a...
Links
Apresentação
Sobre o Projecto
O Património Arquitectónico e Arqueológico constitui um dos principais recursos e atractivos do Leste Transmontano. A Direcção Regional de Cultura do Norte tem sob sua gestão directa, nesta região, um conjunto de monumentos abertos a pú...
© 2017. Governo de Portugal - Secretário de Estado da Cultura